Frozen começou com o pé esquerdo no Epcot? Entenda

Semana passada no dia 21 de Junho, aconteceu a grande inauguração da atração Frozen Ever After no pavilhão da Noruega no park Epcot. Desde que foi anunciada em 2014, muito tem se esperado dessa atração, logo era de se esperar que se formassem filas quilométricas ao inaugurar.

O brinquedo se mostrou maravilhoso aos que tiveram a sorte de andar nele mas também trouxe uma série de problemas para o park.

Confira abaixo como foi a primeira semana caótica do brinquedo Frozen e todos os problemas que está causando ao park:

 

1) Filas imensas

Photo by MouseSteps

O primeiro item é justamente o mais óbvio de todos. Por Frozen ainda ser extremamente popular somado ao ter inaugurado em plena alta temporada, as filas não poderiam estar maiores. No dia da inauguração foi registrado 300 minutos de espera apenas 1 hora depois que o park havia aberto.

As filas para essa atração estão tão grandes que se estenderam até o pavilhão da China praticamente todos os dias da semana. Até quem tinha um Fast-Pass+ reservado teve que esperar por uns 30-40 minutos para conseguir andar no brinquedo.

Photo by MouseSteps

Durante a semana foram distribuídos sorvetes-Mickey’s e água de graça para os que permaneceram na fila.

Photo by MouseSteps

Ok, mas filas gigantes são mais do que esperadas para um novo brinquedo na Disney. Mas o que vem a seguir tem o poder de deixar os visitantes bem estressados:

 

2) Fechamentos, evacuações e problemas constantes

Como o brinquedo não teve um “soft opening”, ocorreram diversas vezes todos os dias os famosos fechamentos. Foram relatados problemas com os animatrônicos de Olaf e Elsa, barcos ensopados, problema na música, problema na fila, problemas e mais problemas.

Para quem não sabe, soft opening é uma abertura antecipada onde testes são feitos para garantir que o brinquedo esteja com risco menor de erros na abertura oficial.

Logo no primeiro dia de funcionamento a atração fechou no final da tarde mas voltou logo depois.

Veja no vídeo abaixo o momento de evacuação da atração:

O problema se agravou na quinta-feira 23/06, quando o brinquedo passou a maior parte do dia fechado sem previsão de reabertura. Na sexta-feira 24/06, apenas os que possuíam uma reserva de Fast-Pass+ estavam autorizados a embarcarem.

Ou seja, mesmo enfrentando as longas filas de até 5 horas, a possibilidade de você não conseguir entrar no brinquedo era alta!

Vale lembrar que o novo brinquedo foi reformulada a partir da antiga Maelstrom que permaneceu praticamente inalterada por quase 30 anos e era praticamente uma atração esquecida do park.

 

3) Um pavilhão da Noruega entupido!

Photo by MouseSteps

Tudo bem que o pavilhão norueguês nunca foi um dos mais populares do Epcot, na verdade passava longe disso, mas depois da inauguração do novo brinquedo Frozen mais o encontro das irmãs Anna e Elsa para fotos, o pavilhão está simplesmente entupido de gente durante todo o tempo de funcionamento do park, deixando a mobilidade péssima.

A parte vermelha é o suposto lugar que seria expandido

Há um tempo atrás, a Disney havia anunciado que estaria aumentando o espaço do pavilhão para que esse bolo de pessoas em frente ao brinquedo não ocorresse.

Mas isso não aconteceu. Ou o novo espaço de circulação não está pronto ou esse anúncio não passou de um mau entendido.

4) Dificuldade de se conseguir um Fast-Pass+

DSC_0497

Como se não bastasse tudo, a procura por um Fast-Pass+ para a atração tem sido uma das maiores desde a criação do serviço em 2013.

Como todos sabemos, ao reservar nossos Fast-Pass+ para o Epcot, devemos escolher apenas uma atração do grupo A e duas do grupo B. Soarin’, Test Track e Frozen Ever After estão justamente no mesmo grupo.

Isso sem contar que praticamente apenas os hóspedes de hotéis Disney estão conseguindo reservar o Fast-Pass+ para o novo brinquedo, já que podem fazer a reserva 30 dias antes que os hóspedes normais.

Logo, a menos que você esteja com uma reserva de hotel Disney e se planeje muito antecipadamente, você não conseguirá seu fura-fila para as irmãs Frozen tão facilmente.

Esse problema acontece sempre que uma nova atração é inaugurada. Vale lembrar que a Seven Dwarfs Mine Train, montanha russa dos 7 anões do Magic Kingdom continua com Fast-Pass+ praticamente restritos aos hóspedes Disney mesmo 2 anos depois de inaugurada, já que se esgotam muito antecipadamente.

 

 

5) Epcot mais lotado do que o normal

Com duas atrações de peso inaugurando nesse verão com apenas 5 dias de diferença (Soarin’ Around the World e Frozen Ever After) misturando o início da alta temporada, o park não poderia estar mais lotado.

Photo by EasyWDW


Milhares de visitantes estão vindo ao park para conferir as novas adições e como Frozen quebra facilmente, filas gigantescas estão se criando nos outros brinquedos do park como Test-Track, Spaceship Earth e o próprio Soarin’.

No momento de edição desse post, os brinquedos Test-Track e Frozen Ever After estavam fechados por problemas técnicos, levando a espera do Soarin’ a quase 4 horas de espera.

 

Como podemos ver, não tem sido uma semana fácil para a Disney, em especial no park Epcot. Entretanto, nem tudo está perdido:

Curiosamente, o novo encontro das irmãs Anna e Elsa tem registrado baixíssimo tempo de espera nas filas durante a semana. O que é um alívio, já que a Disney assustou os internautas ao anunciar pouco antes da abertura que o novo encontro não aceitaria reservas de Fast-Pass+.

Também vale ressaltar que os visitantes que conseguiram andar no novo brinquedo disseram terem saídos estasiados e muito contentes com o resultado. O brinquedo também foi muito elogiado na maioria das revistas e sites especializados.

 

Eu não vejo a hora de poder ver com meus próprios olhos essa nova atração e espero fortemente que a Disney dê um jeito nesses problemas o quanto antes.

E você, pretende conhecer o novo brinquedo Frozen?