Minha viagem à Disney em Maio de 2015 – PARTE 2

Olá pessoal!!

Essa é a segunda parte da série de posts que estou fazendo sobre como foi a minha viagem em família para Orlando no ano passado.

Se você ainda não leu a primeira parte, clique nesse link antes de ler essa parte.

Um resumão da parte 1:

Compramos a viagem toda em janeiro para ser feita em maio no aniversário da minha irmã, escondemos dela a viagem, dólar subiu, marcamos Fast-Pass+, reservas de restaurantes e fizemos o roteiro. Meus pais contaram a minha irmã e BOOM! Chegou o mês de maio.

Uma coisa que esqueci de mencionar na parte 1 e um amigo/leitor me lembrou durante a semana foi que nós fizemos a famosa divisão do Memory Maker com um grupo de amigos que conheci na internet!

Se você quiser saber como dividir o Memory Maker clique nesse link

Nosso voo saia à 1 da manhã do dia 10, logo dia 9 estávamos de mala e cuia para os melhores 15 dias de nossas vidas.

Chegamos no aeroporto de Viracopos e nos deparamos finalmente, com um aeroporto brasileiro padrão internacional. Porém completamente vazio.

Devido a alta do dólar, meses depois descobri que a American Airlines e Copa Airlines cancelaram a rota Campinas – Estados Unidos. Realmente uma pena…

 

10 de Maio de 2015

Depois da madrugada toda viajando, fizemos uma rápida escala no Panamá e mais umas horinhas de voo e já estávamos descendo em Miami.

Processo de imigração foi tranquilo e rápido. Como chegamos ao meio dia e nosso ônibus só viria nos pegar as 3 PM, estávamos completamente sem pressa.

Como eu disse no post anterior, havíamos reservado um ônibus que nos pegaria no aeroporto e nos deixaria na porta do hotel. A companhia era a SuperTours e foi reservada pelo singelo valor de U$ 60 por pessoa.

Quando chegou fomos surpreendidos com uma van bem apertada e fizemos o trajeto de 4 horas de viagem todos espremidos. Pelo alto valor cobrado, esperávamos no mínimo um ônibus com espaço para esticar as pernas. Maaas não foi o que aconteceu..

Não recomendo para ninguém fazer essa viagem nessa companhia. Embora tenham nos trazido em segurança eu não acho que o serviço justifica o valor. Ainda sugiro que esse trajeto seja feito por carro se possível.

Como fomos os últimos a serem "entregues", viajamos bem esparramados até chegar no hotel
Como fomos os últimos a serem “entregues”, viajamos bem esparramados até chegar no hotel

Chegando em Orlando, estávamos exaustos mas muito felizes e animados. Fizemos Check in no Disney’s All Star Sports, que seria nosso primeiro hotel, pegamos nossas MagicBands, guardamos as malas no quarto, tomamos banho e era hora de fazer nossa big-compra no WalMart para esses 7 primeiros dias.

Como é sempre de-lei chegar em Orlando e se jogar no Walmart, estava indo com a empolgação a mil. Quando chegamos lá o clima pela primeira vez era outro. Com dólar a R$ 3,20 nem tudo estava tão barato assim. Logo aquela ansiedade e loucura que sempre tive dessa vez foi, digamos, um pouquinho mais controlada.

Eu já havia viajado para o exterior em épocas de dólar a R$ 2,30, R$ 2,20 com no máximo R$ 2,40. Logo, ver tudo ali sendo multiplicado por 3 foi um tremendo choque. Mas como quem converte não se diverte, bola pra frente e bora fazer as compras!

 

11 de Maio de 2015

Depois de uma bela noite de sono, era dia de Hollywood Studios. Estávamos hiper animados. Tomamos nosso café da manhã no quarto mesmo com as compras do Walmart e prosseguimos.

Lembrando que neste dia pretendíamos usar as horas mágicas do parque.

Previsão de lotação: Alta

Fomos em torno das 10 AM e ao chegarmos já usamos nosso Fast-Pass+ para o Hollywood Tower, fomos na Rock ‘n Roller Coaster, Star Tours, outro Fast-Pass+ para o Toy Story Mania e tiramos fotos com alguns personagens.

Fotos do Memory Maker
Fotos do Memory Maker

Foi ai que eu me dei conta de que o parque estava muito vazio. Da última vez que eu tinha vindo aqui, era um domingo e feriado. Imagina só como estava! Calendário de lotação errou feio e ponto pra nós que estávamos aproveitando tudo com pouquíssimas filas.

 

Foto tirada dentro da Aerosmith! (Detalhe para a cara da minha irmã)

Foto tirada dentro da Aerosmith! (Detalhe para a cara da minha irmã)

Conseguimos fazer quase todas as atrações a tempo do almoço. Tínhamos reserva no Sci Fi Dine In e adoramos o restaurante. Muito bacana e especial. O único problema é que estávamos entupidos de comida e com um dia inteiro pela frente. Recomendo que seja feito um jantar aqui para se aproveitar melhor o dia.

Almoço dentro de um carro em Sci Fi DIne In
Almoço dentro de um carro em Sci Fi DIne In

Depois do almoço conseguimos ir ao saudoso Magic Of Animation Bulding (que hoje cede o Star Wars Launch Bay), ao finado show Light’s Motor Action! e ao Beauty and the Beast Live on Stage.

Terminando essas atrações, decidimos voltar ao hotel para descansarmos e voltarmos apenas para assistir ao show Fantasmic mais tarde. Detalhe: nessa época o Hollywood Studios ainda não tinha show de fogos como encerramento.

Conseguimos marcar o nosso quarto Fast-Pass+ para a área VIP da segunda apresentação do Fantasmic! e bora pro hotel.

Curtimos a piscina, tomamos um banho e voltamos ao park. Deu tempo de repetir o Hollywood Tower e lá fomos nós para a fila do Fantasmic!.

Foto sem zoom do nosso lugar da Arena
Foto sem zoom do nosso lugar da arena

Assistimos ao show na área reservada ao Fast-Pass+ e isso fez toda a diferença. Ainda tínhamos mais 1 hora de park apenas para os hóspedes Disney. O problema é que estávamos cansados para continuar a diversão e como já tínhamos visto quase todos os brinquedos, retornamos ao hotel novamente.

Nesse dia descobri um maravilhoso programa que mudaria para sempre minha concepção de ficar em hotéis Disney: de estar curtindo a tarde no park e poder voltar ao hotel para uma bela e refrescante piscina e poder voltar a tempo do seu show favorito! Foi perfeito!

Pontos positivos do dia: Parque vazio, conhecemos quase todas as atrações, sentamos no melhor lugar possível para assistir ao Fantasmic! e ainda curtimos a piscina do hotel.

Pontos Negativos: A única coisa chata foi que a Rock ‘n Roller Coaster quebrou duas vezes com a gente na fila.

 

O dia seguinte seria Epcot e o roteiro começaria 7 da manhã para aproveitarmos as horas mágicas da manhã.

O problema é que ao deitarmos percebemos que seria impossível acordar esse horário para passar o dia todo no park porque apesar de ser o primeiro dia da viagem, já estávamos cansados e minha família definitivamente não é de acordar cedo. Planejamos que sairíamos as 10 horas do quarto e ganharíamos umas horinhas extras de sono.

 

12 de Maio de 2015:

Tomamos café no restaurante do hotel e fomos pro park.

Previsão de lotação: Alta

Chegando lá tiramos foto com Pluto, usamos o Fast-Pass+ para Mission Space, fotos com Tico e Teco, Fast-Pass+ para Soarin’, Test-Track e em menos de 3 horas já tínhamos feito todas as atrações que queríamos. Logo eu percebi que seria a maior bobeira se tivéssemos acordado as 7 AM para ir ao parque.

Fomos para o World Showcase na direção México-Canadá. Fomos parando em cada país para ver o que tinha de bom e assim fomos até o final. Terminamos os países as 4 da tarde. Voltamos para tirar foto com Minnie, Mickey e Pateta no início do park e depois mataríamos o tempo até dar a hora do nosso jantar no Rose & Crown no Reino Unido.EPCOT_BACKSIDE3_7330304837

O festival Flower & Garden estava MARAVILHOSO. As fotos saíram lindas!

Revemos os países e tiramos foto com alguns personagens. As 7 PM nos encontramos no restaurante que fizemos reserva e lá estávamos nós, descansando de um lindo dia de park em um restaurante na beira do lago com vista pros fogos noturnos.

E posso falar? Essa foi a melhor ideia de toda a viagem. Passamos em torno de 2 horas comendo e descansando sem precisar nos preocuparmos em guardar lugar para assistir ao show de fogos.

As 9 PM começaram os fogos e da própria mesa nós tínhamos uma vista super privilegiada. O restaurante ainda possui um terraço para quem quiser uma área VIP pros fogos.

Nossa vista para os fogos Illuminations
Nossa vista para os fogos Illuminations. Qualidade da foto? ZERO.

Após o show voltamos pro hotel. Novamente exaustos, mas muito felizes.

Como podem perceber, o ritmo da minha família é completamente diferente da maioria dos roteiros que vemos na internet. Pra nós é simplesmente impossível acordar 6 da manhã e ir dormir meia noite. Temos que acordar um pouco mais tarde e ter algum descanso no dia pra poder fechar um park de boa.

 

Pontos positivos do dia: Parque estava tranquilo, aproveitamos o Flower and Garden Festival que estava ocorrendo e conhecemos as principais atrações.

Pontos negativos: O calor nesse dia estava pior que a seca do nordeste e nos deixou um pouco “fritos” na hora do almoço. Felizmente teve uma chuvinha no meio da tarde e infelizmente esquecemos de ir no brinquedo do Nemo.

 

13 de Maio de 2015

Enfim o grande dia. Hoje era aniversário da minha irmã e estávamos muito animados para comemorá-lo no Magic Kingdom, meu lugar favorito do mundo todo.

Previsão de lotação: Alta

Acabamos nos atrasamos na hora de sair do hotel e quaaaase perdemos nosso primeiro Fast-Pass+.

MK_MSUPTOWNJL_7326108671

Era para estarmos na Splash Mountain entre as 10:20 e 11:20, e adivinha que horas chegamos na frente do brinquedo? A tempo de olhar o relógio virar de 11:19 pra 11:20. Fiquei muito tenso, praticamente corremos pelo park para não perder o fura fila e felizmente conseguimos entrar. Foi um sufoco mas ficou como lembrança de perreco da viagem 😀

Reparem na cotovelada que acabei dando na minha mãe ... Mãe, foi sem querer ok? :(
Reparem na cotovelada que acabei dando na minha mãe … Mãe, foi sem querer ok? 🙁

Fizemos Big Thunder Mountain, Pirates of The Caribean, nosso Fast-Pass+ para Seven Dwarfs Mine, tiramos foto com Cinderela e Rapunzel, almoçamos no restaurante do Pinóquio e fomos assistir a parada das 3 PM, Festival of Fantasy Parade.

MK_MINETRAIN_7326095659

Na última vez que eu havia visitado o Magic Kingdom ainda era a Celebrate the Dream True Parade e essa nova é simplesmente milhões de vezes melhor. Ficamos extasiados!

Logo depois fomos assistir o Dream Along With Mickey, passear pelo park e relaxar um pouco, afinal iriamos voltar outro dia para ver o restante do parque. Meus pais voltaram pro hotel e eu e minha irmã ficamos. Fomos em Cup Tea Party, Mickey’s PhillharMagic que é de longe meu brinquedo favorito do park, repetimos a Splash Mountain, Big Thunder Mountain, usamos OUTRO Fast-Pass+ para Under the Sea e ainda deu tempo para tirar foto com a Ariel e no final essa foi a maior fila que pegamos no dia, quase 1 hora.

Foi ai que novamente eu percebi que o park estava VAZIO. Sério, nunca havia visitado em um dia tão tranquilo e olha que pegar o Magic Kingdom assim é muito raro.

Meus pais voltaram e lá fomos nós no restaurante Be Our Guest as 8 PM para o tão esperado jantar. Nesse dia não conseguiríamos assistir aos fogos e parada noturna por conta do jantar. Na hora que entramos no restaurante não tínhamos palavras pra descrever tamanha perfeição nos detalhes do filme. Cantamos parabéns, comemos MUUITO, tiramos foto com a Fera e com muita dor no coração fomos embora do restaurante. Com certeza ainda voltaremos muitas e muitas vezes.

IMG_0703

MK_BEOURGUESTCHAR_7329814561

Nesse post eu contei como foi nossa experiência de jantar no Be Our Guest

Pontos positivos do dia: Parque super tranquilo, calor controlado, comemorar o aniversário da minha irmã no lugar mais feliz da Terra foi uma experiência que jamais esqueceremos. Jantamos no Be Our Guest que era um antigo sonho de toda a família e aproveitamos boa parte das atrações.

Pontos negativos: Perdi meus personagens que ficavam presos na MagicBand 🙁 Mas fora isso o dia foi perfeito!

 

14 de Maio de 2015

Depois de visitar os meus 3 parques favoritos, eu já estava mais tranquilo pois já tinha visto tudo que eu mais gostava. Agora era hora de curtir a viagem sem muita pressa.

No período da manhã ficamos na piscina do hotel, almoçamos lá e por volta da 1 PM fomos para o Animal Kingdom.

Previsão de lotação: Baixa

Chegando fomos direto em Kilimanjaro Safari que tínhamos Fast-Pass+, Kali River Rapids, Its Tough to be a Bug, Finding Nemo The Musical, tiramos fotos com Mickey e Minnie e fomos no Expedition Everest com nosso terceiro e último Fast-Pass+ e repetimos mais 3 vezes a montanha russa já que a fila estava ZERO! Depois por volta das 5 PM fomos na Dinousar e o park já estava prestes a fechar. Nessa época ainda não existia entretenimento noturno no Animal Kingdom.

PhotoPass_Visiting_Disneys_Animal_Kingdom_Park_7325717397

Em 4 horas conseguimos conhecer quase todas as atrações do park e nosso plano era seguir direto para Disney Springs (que na época ainda era chamado de Downtown Disney)

Foi ai que fizemos uma grande burrada que pretendo nunca mais cometer…

Ao sair do park, tivemos a brilhante ideia de pegar o ônibus para o hotel Disney’s Animal Kingdom Lodge para quando chegar lá pegar o bus para o Disney Springs. A minha ideia na prática parecia boa pois eu sempre achei que esse hotel era colado com o park e seria mais rápido fazer isso do que ter de ir pro nosso hotel All Star Sports e lá fazer a troca.

Pois bem… Nessa viagem eu descobri que o Animal Kingdom Lodge fica muito, mas muuuuuuito longe do park Animal Kingdom e ainda muuuuuuuuuito mas muuuuuuuuuuuuuuito mais longe do Disney Springs. Resultado? Levamos quase 1 hora e meia para sair do park e pisar em Disney Springs.

Para ajudar, na época as reformas em Disney Springs estavam a todo vapor e o acesso para lá estava PÉSSIMO. Ainda encaramos um belo trânsito. Até cochilamos no ônibus! rsrs

Depois de finalmente chegar, fomos fazer nossas compras e as 9 PM iríamos jantar no restaurante T-Rex onde tínhamos reserva.

Horas depois e com muitas doletas a menos, fomos para o restaurante e como era minha primeira vez nesse lá, minhas expectativas eram altas!

No final, achamos o restaurante MUITO BARULHENTO e mais voltado para famílias com crianças. Meio óbvio que era para crianças mas eu nem havia me tocado nisso quando reservei rsrs

Apesar de tudo, a comida foi ótima!

Confira nesse post meu relato de como foi jantar no T-Rex

Na volta enfrentamos um outro pequeeenino problema: Apenas um ônibus estava fazendo o trajeto da volta para os hotéis Disney’s All Star Music, Sports e Movies. Resultado? Uma baita fila para poder voltar ao hotel.

Pontos positivos do dia: Parque absolutamente vazio, o tempo deu uma trégua e permaneceu nublado durante a tarde, podemos utilizar a piscina do resort e comemos muito bem no T-Rex

Pontos negativos: Minha péssima ideia de pegar o ônibus para o Disney’s Animal Kingdom Lodge e a fila que pegamos na volta pro hotel.

15 de Maio de 2015

Hoje era dia de repeteco do Magic Kingdom e nosso último dia de park Disney. A tristeza já estava batendo antes mesmo de entrar no park…

Previsão de lotação: Médio

Fomos as 11 AM para o park e praticamente gabaritamos a área da Tomorrowland. Stitch: The Great Scape, Space Mountain, Astro Orbiter, Buzz Lightyear’s Space Ranger Spin e outros.

Eu como sempre perdido na atração do Buzz
Eu como sempre perdido na atração do Buzz

Ai vai minha dica: se você não está com criança não perca seu tempo nessa área. As atrações são bem infantis com exceção da Space Mountain e a área está sempre cheia. Perdemos em torno de 3 horas para conhecer brinquedos chatos e infantis.

Depois fomos em Haunted Mansion, assistimos a Festival of Fantasy Parade novamente, pais voltaram pro hotel, almoçamos na Casey’s Corner e ficamos curtindo as atrações e tirando foto com diversos personagens.

Por volta das 8 PM fomos para a Main Street guardar nosso lugar para a parada noturna. Por volta das 8:45 PM, meus pais estavam voltando para o park e ainda estávamos guardando lugar para eles na rua com nossas mochilas. Foi ai que faltando 5 minutos pro show uma mulher brotou na minha frente e praticamente jogou o filho dela no lugar que estávamos guardando. Não sei se era americana, brasileira, chinesa, marciana ou etc. Não gostei. Tente conversar com ela e ela fingia que nem me ouvia. Por fim meus pais se perderam na entrada do park e acabaram perdendo o lugar e a parada noturna. Pensa numa pessoa que ficou estressada por ter guardado os lugares, discutido por causa dos lugares e na hora da parada meus pais nem apareceram… rsrs EU MESMO! Mas enfim..

Nossa vista para os fogos Wishes
Nossa vista para os fogos Wishes

Depois da parada fomos para o “final” da Main Street e ficamos aguardando em pé, dessa vez todos juntos, o início do Wishes. Foi ai que eu percebi que nem precisaríamos ficar guardando lugar com muita antecedência pois a área que ficamos, que era entre a Casey’s Corner e a Plaza Ice Cream Parlor, fica tranquila após o término da parada.

Assistimos ao show e obviamente rolaram algumas muitas lágrimas e ainda tínhamos que fazer nosso terceiro Fast-Pass+ que eram as fotos com Anna e Elsa que na época era o fura-fila mais concorrido de Walt Disney World.

Let it Goo... <3
Let it Goo… <3

Saindo do Magic ainda deu tempo de tirar foto com a Sininho e antes de passar pela saída já começou a bater a famosa DDP: Depressão Pós Disney.

Pontos positivos do dia: Mais um dia lindo e feliz no meu lugar favorito da Terra.

Pontos negativos: Parque estava muito cheio e o calendário errou feio novamente e perdemos um tempo precioso para fazer parte da Tomorrowland que acabou nem sendo interessante para a minha família.

16 de Maio de 2015

Esse seria nosso dia LIVRE (sem parques) e o roteiro era tomar café da manhã com os personagens no Ohana’. 

Infelizmente tivemos de cancelar o café pois não acordamos a tempo. A essa altura você leitor já deve ter percebido que minha família e eu temos um problema sério com tudo que se relaciona a “dormir”, certo? rsrs

Também seria hoje que iríamos pegar o carro na ALAMO no hotel Swan dentro de Walt Disney World.

Pegamos um Ônibus para o Hollywood Studios e de lá pegamos um ferryboat para o hotel.

Ao pegarmos o carro foi nos oferecido um upgrade de seguros e acabamos aceitando. Retiramos o carro e voltamos para o hotel.

Pegamos o resto da família e fomos fazer compras na Ross Dress for Less em Kissimmee onde também tinha uma Tj Maxx logo ao lado e acabamos almoçando/jantando no Olive Garden que tinha logo em frente.

Nisso já começamos o estrago nas compras e conseguimos muitas ofertas. Realmente visitar uma Ross e Tj Maxx faz toda a diferença. Conseguimos cinto da Michael Kors por 15 dólares, camisetas sociais da Calvin Klein, Tommy, Michael por 20 dólares, tênis da Nike e Tommy por 15, polo da Ralph Lauren por 40 dólares, bolsas de diversas marcas por 20, 30 dólares e muito muito mais.

A noite capotamos no quarto e só fomos acordar no dia seguinte.

 

No próximo post começa nossa segunda parte da viagem onde trocamos de hotel e daríamos início as verdadeiras compras e aos parks radicais da Universal e SeaWorld.

Confira nesse link a parte 3