O que achei da DISNEYLAND PARIS

Olá pessoal… hoje venho com um assunto completamente inédito aqui no blog: Disneyland Paris.

Em fevereiro de 2018 eu fiz uma viagem pela França e Itália e como bom disneymaníaco que sou, eu tive que visitar a famosa Euro Disney (ou seria Disneyland Paris? Respondo isso mais tarde).

Meu roteiro era de 5 dias em Paris… eu sei… BEM CORRIDO, logo decidi fazer os 2 parques em apenas 1 dia. Isso pode parecer loucura para quem está acostumado com os parques de Orlando, mas em Paris tudo é muito diferente do que estamos acostumados na terra do tio Sam.

Já imaginou visitar os parques de Orlando com neve?

Minha intenção nesse post é mostrar exatamente o que eu achei sobre visitar esse resort e ajudar a ver se vale a pena para você que está pensando em visitar o complexo.

Pois bem… quem já foi a Paris sabe que 5 dias é pouquíssimo tempo! Logo, “tirar” um dia para ir aos parques da Disney deixa ainda menos tempo para as atrações da cidade (que não são poucas). Eu estava ciente disso e minha vontade de conhecer esse polêmico resort me fez não ligar para o que eu deixaria de fazer na cidade luz.

Para começar vamos entender uma coisa: o resort parisiense sempre foi MUITO polêmico. Houveram erros estratégicos graves na construção do resort, o nome de batismo do parque, Euro Disney, não foi bem aceito pelos europeus por muitos anos e o resort como um todo sempre passou por apuros financeiros.

Fora isso, muitos torcem o nariz quando falamos de um parque “americano” e “fake” dentro de um país tão autentico como a França.

Eu fui visitar os parques tendo em mente que o que vemos em Orlando não é totalmente bem reproduzido em Paris. Por que? por N motivos. A cultura da França e do europeu são completamente diferentes da americana e apesar da cultura Disney ser MUITO FORTE, ali acaba sendo adaptada para os padrões franceses.

Em Orlando estamos acostumados com sistemas de FP digital, horários pra personagem, horário pra tudo… Já em Paris as coisas não são bem assim.

Lá os personagens não são tão bem divulgados como em Orlando. Alguns são fixos e “sempre” aparecem, mas muitos aparecem de forma aleatória sem muitos avisos e as vezes nem tem fila para eles, fica uma rodinha de pessoas em volta, coisa que em Orlando sabemos que é muito difícil de acontecer.

Como entender essa fila? rs

Agora vamos as atrações…

Comecei meu passeio pelo parque Walt Disney Studios que é como se fosse uma mini-versão do Hollywood Studios. O parque é muito pequeno… Muito mesmo. Em 15 minutos (ou menos) de caminhada você consegue ir de uma ponta a outra. Porém as atrações desse parque são IMPECÁVEIS!

Aqui tem alguns clássicos como Tower of Terror, Rock N Roller Coaster: Starring Aerosmith, atrações que já existiram no Hollywood Studios como Studio Tram Tour e o Lights Motor Action Stunt Show! e diversas atrações originais como Ratatouille: The Adventure, Crush’s Coaster, RC Racer e muito mais.

Em apenas 5 horas eu já tinha ido em todas as atrações que eu queria e repetido algumas. A que mais peguei fila foi a montanha russa do Nemo mas que super valeram a pena!

Atração 3D Ratatouille
RC Racer
Tower of Terror

Como eu disse antes, o Fast-Pass por aqui é de papel e funciona assim: você vai até a atração que deseja, escaneia seu ingresso e é liberado um FP com horário de retorno. O problema é que não podemos escolher qual horário de retorno nós queremos, temos que marcar um por vez e as melhores atrações vão esgotando ao longo do dia além de que nem todas as atrações possuem Fast-Pass.

Para ajudar, deu algum problema no meu ingresso pois depois que usei a primeira vez o sistema não me deixava marcar mais FP pois alegava que eu já tinha atrações reservadas (sendo que não tinha). Tentei pedir ajuda para os Cast-Members mas eles ao invés de tentar arrumar o que estava dando errado, me davam um FP de papel. Ok, não estava podendo reclamar, mas eu realmente queria que tentassem arrumar o problema.

Em um momento, fui falar com um CM sobre o problema e o mesmo disse que eu tinha algo reservado, repliquei que não tinha e ele foi super grosso e falou que nem ele nem ninguém poderia fazer nada. Achei isso o cúmulo do absurdo… um CM dizer que não pode fazer nada? Essa é uma das principais regras Disney, um CM nunca pode dizer isso, sempre tem algo que possa ser feito.

Já perceberam a diferença do tratamento de (alguns) cast-members daqui e de Orlando né?

Outra hora, fui recarregar meu refil de chocolate quente na estação de recarga e pasmem: não tinha pia pra jogar o resto do chocolate da caneca ????? Sabe o que a CM me sugeriu fazer? Jogar na plantinha ao lado.

Super entendo que ela estava querendo me ajudar… mas gente… isso lá é coisa que um cast member Disney deve falar? Totalmente contra a cultura Disney. Mas enfim né.

Bom… depois de um estresse e outro, migrei para o outro parque, o Disneyland Park que é como se fosse uma versão européia do Magic Kingdom.

Antes de entrar no parque passamos por baixo do Disneyland Hotel

Se o outro parque me desapontou um pouco no quesito magia e tamanho, aqui foi exatamente o contrário. A emoção de entrar pela Main Street e ter aquele lindo castelo cor de rosa (que aqui é da Bela Adormecida) ao fundo é muito grande! Rolou até uma lágrima rs.

O parque é grande e bem cheio. Se prepare para andar muito. As atrações em geral são bem parecidas com as de Orlando e são mais destinadas as crianças pequenas.

Aqui tem Big Thunder Mountain, Pirates of Caribbean, Star Tours, Dumbo, Its a Small World, Haunted Mansion (Phantom Manor), e muitas outras.

Atenção para a melhor e mais concorrida atração do parque: Hyperspace Mountain, uma versão Star Wars da Space Mountain. Mas esqueça a Space Mountain que você conhece dos parques de Orlando e da Califórnia… aqui ela é muito radical e 10000000x melhor. Simplesmente adorei!

Nesse parque os shows de palco são apresentados na ‘lateral’ do castelo. São lindos e bem produzidos. O mesmo para a parada da tarde (que ocorre por volta das 5 PM) e do INCRÍVEL show de encerramento!

Parada da tarde

Como eu estava sem crianças, fiquei o dia todo passeando pelo parque e fui apenas em algumas atrações. Aqui existe um labirinto da Alice que é muito divertido. E é um labirinto mesmo… você se perde facilmente haha.

Dentro do labirinto da Alice

Outra coisa diferente de Orlando é que aqui podemos “entrar” no castelo em um passeio que conta a história da Bela Adormecida. Infelizmente quando eu fui estava fechado… mas ainda tinha a caverna do dragão, um nível inferior do castelo onde fica um terrível dragão adormecido.

Aliás, aqui na Disneyland Paris não é incomum as lojas e restaurantes estarem fechadas. Na baixa temporada também há diversas atrações em reforma. Muitas mesmo. Eu dei sorte que na semana que eu fui não tinham tantas. Isso você pode conferir no site oficial do parque com meses de antecedência.

Na hora de comer, fui até um restaurante Fuente del Oro, um quick-service ‘mexicano’ que está com a temática do filme Viva – A Vida é uma Festa da Pixar. Na entrada tem uma estátua do Dante, o cachorro do Miguel.

O restaurante em si não tem nada demais… comprei uma porção de batata frita e uma coca. A porção era gigante e a batata não era do tipo fininha, era daquela grossa. Então deu pra eu me matar de comer haha.

O parque possui outras opções de alimentação do tipo table service mas nada me chamou atenção e achei tudo bem caro.

Após almoçar sai em busca de personagens para foto, mas como estava com uma chuvinha fina o dia todo, tinham pouquíssimos disponíveis. Isso foi uma decepção pra mim, pois sempre acompanhei pelo instagram que diversos personagens (alguns raros) ficavam perambulando pelo parque. Achei a Jessie do Toy Story e como eu ainda não tinha foto com ela, aproveitei a pouca fila.

Fiquei perambulando pelo parque até a hora da parada da tarde. Peguei uma dica da internet e fui assistir em Fantasyland, já que a rota começa por lá e passou rapidinho no lugar que eu estava.

A parada é LINDA e vale muito a pena! Ainda estava com a chuvinha fina e mesmo assim teve a apresentação.

Depois continuei andando pelo parque. A única atração que eu queria muito ir nesse parque era a Hyperspace Mountain e infelizmente ela ficou fechada a maior parte do dia. Nos 45 do segundo tempo ela resolveu abrir e eu corri pra fila! Fiquei uns 40 minutos lá mas que SUPER valeram a pena. Essa é sem dúvidas uma das melhores montanhas russas da Disney do mundo.

Lateral da Hyperspace Mountain

Saindo da Hyperspace Montaun, fui pra Main Street me acabar nas lojinhas e fugir do frio, pois estava grande.

Alguns (muitos) euros a menos depois, fui para fora da lojinhas esperar o show de encerramento.

Estava muito frio e a chuvinha continuou enchendo o saco. Mas atenção nesse recado: NÃO DEIXE DE ASSISTIR O SHOW DE ENCERRAMENTO. Repita comigo: NÃO VOU EMBORA SEM ASSISTIR O SHOW DE FOGOS.

É absurdamente lindo. Mistura projeções com fogos, fontes, lazers e muita magia. Sério… não deixem o frio (nem o mau humor europeu) estragarem seu passeio.

Saindo do parque fui meio que correndo até a estação do RER pois já imaginei que ficaria absurdamente lotada e teria de esperar etc. Para minha surpresa, embora uma multidão tenha ido em direção a estação, foi super tranquilo para voltar, não tive de esperar muito tempo pois tinham diversos trens saindo ao mesmo tempo, justamente pelo fato de quase todo mundo sair do parque praticamente ao mesmo tempo.

Uma hora depois, cheguei em Paris e peguei o metro para o meu hotel. Morto feat. enterrado, porém muito feliz!

O que eu achei:

A Disneyland Paris é muito legal, divertida e uma super opção para famílias, jovens (de idade e espírito) e claro, fãs da Disney. É cansativo? É. É caro? É. É igual Orlando? Não.

As atrações são incríveis, os shows impecáveis e a magia… quase a mesma. A cultura do francês de fato não bate com a cultura Disney, mas podemos ver que eles se esforçam muito (salvo algumas exceções) para tentar fazer a magia acontecer. Vá preparado para ver situações que você jamais assistiria em Orlando, como por exemplo gente fumando em todos os lugares. Na Europa isso é MUITO comum.

Fazer os dois parques no mesmo dia vale a pena?

Apesar de ser bem cansativo, eu digo que sim. Claro que você não vai ver TUDO, mas se selecionar bem o que quer fazer da pra aproveitar bem sim. No meu caso, 1 dia achei ok para os dois parques, 2 dias já acho que seria demais.

Como eu disse no início do post, eu acho o passeio para a Disney super válido para famílias. Porém quem está com crianças pequenas, não acho que deva valer a pena fazer um bate e volta e dois parques no mesmo dia. Talvez seja o caso de pensar em passar uns 3 dias em algum hotel da Disney ou ir dois dias aos parques.

Ir de RER é tranquilo?

Eu sou uma pessoa super atrapalhada pra meio de transporte e sofri um pouco com o metro de Paris. Mas para ir a Disney foi super de boa… tanto para ir para voltar. Então se você estiver hospedado em Paris e com algum receio de não conseguir pode ficar tranquilo!! Coloque Disneyland no app do Google Maps e só seguir a estação mais próxima do seu hotel. Não tem erro!

Por fim, uma coisa importantíssima: em Paris a Disney é um plus, em Orlando o principal. Para entender isso, vamos usar um exemplo envolvendo bolos:

Se Paris e Orlando fossem bolos, é como se a Disneyland fosse uma das 10/20/30 camadas do bolo de Paris e Walt Disney World fosse o principal recheio do bolo de Orlando. Entenderam a analogia? rsrs

Em Orlando, a Disney é o principal, em Paris um extra!

 

Espero que esse relato ajude vocês a decidirem se devem ou não incluir um passeio pela Disneyland Paris na sua próxima viagem a Europa.

Abraço forte e até a próxima!!

 

Agradecemos a Disney pela cortesia dos ingressos.