Sozinha na Disney – Comida… muita COMIDA!

Oi pessoal, tudo bem?

Sou eu, Marcela mais conhecida como Sozinha na Disney e hoje não estou 100% como de costume. Quinta passada descobri que estou com Amigdalite Bacteriana! *Pausa para reação – ECA –*

E com isso eu estou meio dopada, meio sonolenta, meio mais pra cá do que pra lá. Mas bora lá…

 

 

Quando comecei a história de ir pra Disney, eu tive as famosas “crises de ansiedade” que toda pessoa tem. Em geral as pessoas normais ficam ansiosas por que vão para Disney pela primeira vez, no meu caso, eu diferentona, tinha uma preocupação diferente: *PAUSA PARA OS TAMBORES* … PASSAR FOME.

Eu sei, eu sei. QUE VERGONHA, NÉ? MAS ERA UMA PREOCUPAÇÃO SINCERA, MINHA GENTE!

E eu estava com medo de passar fome! Real oficial! Meu desespero foi tanto, mas tanto, que cheguei a pesquisar em Grupos de Facebook (morrendo de vergonha, é claro) se podíamos pedir aquele famoso “pode embrulhar pra levar?” nos restaurantes.

Funnel Cake da Disney

Porque meu plano era almoçar/jantar nos restaurantes e o que sobrar comer no hotel. Também cheguei ao nível de levar 300 dólares A MAIS só para comida. Então você pensa: “Marcela, volta pro pão, sua loca! Comida é barato! Porque o desespero?”! Eu lhe digo o porquê, minha gente:

Porque todos os relatos que lia de quem ia com a família, com o amigo, etc… falava que a comer no parque era muito caro e que era necessário levar lanchinhos, pois senão você perdia uns 150 dólares num dia de parque. É claro que nesses momentos eu:

A) Chorava
B) Chorava mais ainda
C) Olhava pro meu Rim e dizia: Vou te vender
D) Chorava um pouco mais para ver se perdia uns Kg para poder dançar na night (hahaha brincadeira)

 

Por isso me desesperava. Sempre lia sobre pessoas que iam almoçar num restaurante X e gastavam 200 dólares, porém estavam em grupo. Então vem o pensamento: “Como vou saber o quanto vou gastar se todo mundo que vai gasta X, mas tá em grupo?”

Não tem como ter base para quem tá sozinho.

Entende o meu desespero agora? Fiquei tão pilhada nisso que pesquisei– sim, me julgue! – todos os cardápios com preços de todos os parques para ter noção do quanto gastar. “Mas porque isso?”, porque minha gente (nossa, eu tô chata com esse “Minha gente”. Desculpa, deve ser efeito do remédio hahaha), eu não gosto de levar marmita em épocas de calor porque na hora que você abre a bolsa acontece o famoso efeito “incenso” de sei lá o que no ar. Além de eu ser um pouco enjoada também. Por isso resolvi que iria comer no parque.

Da para resistir a um Mickey de MM?

No meu primeiro dia em Orlando, fui no Target e comprei as seguintes coisas:

Ccoca-Cola, 30 garrafas de água, 1 galão de leite, pão, queijo, presunto, mega pacotes de bolacha (não biscoito) e cookies, 2 embalagens de macarrão congelado, muito Pringles e alguns chocolates.

E uma pelúcia da Dory, É CLARO!

Essa brincadeira deu: 68 dólares.

 

Vou tentar resumir como eram minhas refeições:

A alimentação no parque, tanto Disney como Universal, são medianas. Existem lugares que são caros, já alguns nem tanto. No Magic Kingdom existem boas opções de comida, mas basicamente é tudo Fast Food. Do lado da sorveteria da Main Street, tem uma loja de cachorro quente. Lembro que gastei uns 15 dólares por um cachorro quente IMENSO, com batata grande e um refrigerante grande. No fim não consegui comer tudo (E pra eu deixar comida é porque era grande mesmo, minha gente).

Combo da Casey’s Corner no Magic Kingdom

A maioria dos combos (tanto Disney como Universal) não passam de 20 dólares, e são refeições que te deixa cheio pelo resto do dia. A única refeição que paguei caro foi no café da manhã no Tusker House do Animal Kindgon que paguei 43 dólares.

“MIGA, SUA LOCA, 43 DÓLARES?”, É, minha gente, paguei isso. Mas valeu a pena. Vou comentar um pouquinho dessa história.

 

Minha reserva era para as 8 AM e eu cheguei ao parque as 8:10 AM. Corri feito maluca até o restaurante. Como tenho um probleminha na perna (sim gente, eu sou meio manca), tive que fazer umas paradas no meio do caminho. Onde, é claro, aproveitei para tirar altas fotos do parque sozinha!

Anyway, cheguei no restaurante por volta das 8:20 AM. Ofegante e suada, falei pro moço:

– Mo-ço, – mim-dis-cul-pa – Má-eu-me-perdi-a-reserva…  #MeAjudaLuciano

Aí ele me perguntou:

– Are you in vacations? / Você está de férias?
– Yes / Siimmmm pelo amor de Deus me ajuda!
– So don’t worry. / Se acalme e entre logo para comer, mulher. 

E gente, como eu aproveitei! Não sei o que me acontece nesses rodizio, mas sou daquelas que come até ver o dono chorar. Eu realmente comi tudo o que tinha direito. Nesse restaurante o preço é fixo. e o buffet de comida e bebidas é a vontade (menos alcoólicas). Além é claro de ser um restaurante com personagens. Aqui eu vi o Mickey, Donald, Margarida, Pluto e Pateta.

Por isso já fui fazendo meus três pratinhos de pedreiro. Comi absolutamente tudo que tinha lá. Pão, arroz, panquecas e – melhor de tudo – lombo. Mas minha gente, foi o melhor Lombo da minha vida. Às vezes no silêncio da noite eu sonho com aquele lombo. Sério. É maravilhoso! E lá também tomei um suco de frutas maravilhoso!

Tusker House

Por causa do atendimento maravilhoso da minha garçonete(Me senti uma LADY lá), paguei o valor mais alto de gorjeta. Por isso deu 43 dólares a conta.

E aqui vem o maior detalhe: não senti fome pelo resto do dia de tanto que comi. Sendo que só voltei a comer por volta das 23 PM, numa lanchonete do lado do hotel por pura gula.

Por isso vem aqui a maior dica que posso lhe dar sobre alimentação: coma muito bem no café ou almoço, pois você não sentirá tanta fome e vai levar o dia mais de boa.

Em um resumo do resumo do resumo:

Se alimentar muito bem é importante! Principalmente para nós que vamos sozinhos. Porém, é possível sim se alimentar bem gastando pouco! E para nós, viajantes solitários, os gastos de alimentação são “poucos” comparados aos que vão em grupo. Por isso EU, MARCELA, aconselho a comer no parque e levar algo para beliscar. Claro que você pode economizar levando comida, mas pensa comigo: você vai querer carregar aquele monte de comida na bolsa? E quando você terá oportunidade de comer na Disney novamente?

Café da manhã no iHop

Por isso, o que eu aprendi foi:

* É importante comer bem no café da manhã
* As sextas-feiras a batata no Mc Donalds é de graça!
* Nem sempre a comida nos parques é caro
* É muito bom procurar os cardápios dos restaurantes dos parques na internet (no próprio site você acha)
* É importante fazer dieta antes de ir pois você vai voltar com uns kgs a mais
* Se você tiver vontade de comer algo diferente, coma.
* A Coca-cola do EUA é ruim. Tome Sprite.
* Não se sinta culpado por comer demais, você está de férias. E em férias podemos fazer tudo!

 

Apesar de estar doente, eu acabei falando muito! Mas espero que tenham gostado desse post! Bjs e até a próxima semana!

Quem escreve:

Marcela França. Sou uma futura Jornalista que é apaixonada pelos clássicos da Disney e uma leitora voraz nas horas vagas. Também sou uma aprendiz de viajante que tem aprendido a viajar pelo Brasil e o Mundo sozinha em busca de novos destinos e conhecendo novos amigos. Além disso, sou uma cacheada apaixonada por música e que canta a todo momento (mesmo sem cantar bem, hihi). Espero minhas histórias e experiencias ajudem vocês na sua viagem para esse lugar mágico.

Fique ligado no próximo domingo para mais um post do Sozinha na Disney!