Sozinha na Disney por Marcela França – TOPLESS NA DISNEY

Eaiii pessoal! Como vocês estão hoje?

Como comentei na postagem onde me apresentei, sou uma pessoa que procura viajar bastante.

Afinal, tem coisa melhor na vida do que viajar? Tem sim! Viver viajando!
E em cada uma das minhas viagens (e até no dia a dia pra ser sincera) eu sempre passo algum tipo de perrengue. SEMPRE acontece algo inacreditável comigo. Por exemplo ontem (18)!

Eu estava indo pro Rio de Janeiro e fui pegar o voo. Peguei a passagem e fiquei esperando no portão de embarque. Fiquei observando a vista, pensando nas férias e vi que começou o embarque. Esperei todo mundo embarcar e tals. Acabou. Me levantei naquela calma do mundo e fui entregar meu cartão de embarque para o moço. E eis que ele me fala:

– Moça, esse voo é Porto Alegre.
– Como assim?
– Esse voo é para Porto Alegre, Santos Drummond já fechou.
– Como assim fechou?
– Já fechou. O portão mudou.
Nesse momento senti meu coração na boca.
– Mas não avisaram moço!
– Desculpa, Moça, mas você terá que pegar o próximo.
– Certo, que horas é?
– As onze – nesse momento o meu coração já tinha saído da boca. Eram 09:50
– Só as onze?
– Mas tem um as dez. Vai pro portão 13 e tentar embarcar.

Sai correndo feito maluca. Mas maluca mesmo. Cheguei no portão 13. Vejo uma mini fila aí perguntei ao moço a minha frente:
– Moço, é aqui pro Santos Drummond?
Ele vira e adivinha quem é?

Lázaro Ramos.

Oi?

– É sim, moça – e dá um sorriso.

E foi assim, crianças, que eu conheci o Lázaro Ramos!

Então como vocês podem ver, são umas coisas assim que rolam comigo! Hahaha!

E por isso que decidi que domingo sim e domingo não, vou contar um perrengue pra vocês! Fechado? Fechado! Então vamos ao perrengue que me fez ficar conhecida no Blizzard Beach:

O Topless.

Eu tinha dois ingressos para ir nos parques aquáticos da Disney e estava com um dia de folga, então fui ao Disney’s Blizzard Beach. Esse parque tem uma pegada de estação de esqui que chegou o verão. Por isso, é normal você ver cabanas de madeira, bonecos de neve e, é claro, o Olaf.
Como estava com o objetivo de ficar o dia todo, fui de biquíni, um short e blusa branca. A última deixei no guarda volumes. Comecei a andar pelo parque, fui em algumas piscinas, fiquei boiando no rio/transporte que existe alguma redor do parque e então fui no versão americana do Insano! (ou Summit Plummet para os mais íntimos)

Image result for disney blizzard beach

O Insano é o maior tobogã do mundo. Ele está localizado em Fortaleza no Beach Park. Infelizmente é um parque caro e só de ir nele seria meu rim, o fígado e metade do pulmão. E como eu estava na Disney e o “primo” dele (e segundo maior toboágua do mundo) estava lá, eu pensei:
Vou nele, óbvio! E foi o que fiz.

Fiquei na fila por quase meia hora. Cheguei encima e vi aquela vista maravilhosa. Me sentei na ponta do tobogã e uma moça (que tava bem vermelha) me disse:
– Você vai cruzar as pernas, e ficar com braços fechados que nem uma múmia. Em momento algum abra os braços ou pernas.
Tudo bem!

Coloquei os pezinhos da “alavanca”, e fiquei estilo múmia. De repente o negócio baixou e eu cai. A sensação que aquele brinquedo nos dá é que essa história que a Água do planeta tá acabando é mentira. Porque É MUITA ÁGUA. MAS É MUITA MESMO. E em um determinado momento a sensação que dá é que você saiu do brinquedo e está voando e logo mais vai cair e morrer.
Sério gente, é algo surreal. Mas beleza!
Tentei abrir os olhos. Água, água, água. Então chegou uma hora que pensei: Acho melhor abrir os olhos, pois devo ter morrido, né?
Abri os olhos e vi o céu.
Já estava esperando ver Jesus, quando percebo o céu parado. OK! Parou! Acabou!

Começo a me levantar e não sinto a parte de trás do biquini. Acho estranho. Enquanto estou com uma das mãos encontrar o biquíni nas costas, vejo a parte de cima subir.

Numa onda de desespero me abracei. Sem saber o que fazer ou pensar, olhei pra frente e vejo um guarda-sol com um salva vidas e uma fotógrafa.
O salva vidas começa a me olhar. E quando a fotógrafa está tirando diversas fotos minhas.
– Lady, you need to go – o salva vidas grita.
– I can’t! – grito de volta.
Ficamos nesse diálogo por uns 3 minutos. Até que começo a ter uma crise de riso e grito:
– It’s broken!
Então eles perceberem o que aconteceu.
Vem então uma moça me ajudar a me levantar, porque né? Hahahaha
A Moça começa a remendar meu biquíni. E fico lá me cobrindo até que percebo um olhar em mim.
O salva vidas estava me olhando com aquele olharzinho de quem queria ver mais e mais. Então peço uma toalha pra fotógrafa.
Resumo das história:

Perdi o biquíni.
Perdi um dia de parque.
Paguei topless ainda por cima.

Cheguei no parque as 11 e sai às 14.
E foi assim, crianças, que paguei topless na Disney hahahahaha e fiquei muito conhecida por isso.  E agora acho que ficarei mais hahaha mas faz parte! É de perrengue a perrengue que levo a vida!

O que aprendi disso é:

1) Em parque aquático só uso maiô
2) Nunca confie no salva vidas
3) Alguns brinquedos abusam dá água
4) Se a água do mundo um dia estiver acabando, podemos reabastecê-lo no toboágua do Blizzard Beach

E acima de tudo:

5) Se é para pagar topless que seja com classe e na gringa… de preferência

Espero que tenham se divertido com essa história! 😀

Quem escreve:

Marcela França. Sou uma futura Jornalista que é apaixonada pelos clássicos da Disney e uma leitora voraz nas horas vagas. Também sou uma aprendiz de viajante que tem aprendido a viajar pelo Brasil e o Mundo sozinha em busca de novos destinos e conhecendo novos amigos. Além disso, sou uma cacheada apaixonada por música e que canta a todo momento (mesmo sem cantar bem, hihi). Espero minhas histórias e experiencias ajudem vocês na sua viagem para esse lugar mágico.

Fique ligado no próximo domingo para mais um post do Sozinha na Disney!